terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Noticia Público: Arrendamento jovem vai sofrer “ajustamentos” em 2010

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1415643


O programa governamental de apoio ao arrendamento jovem vai sofrer “ajustamentos” em 2010 para alargar o perfil dos potenciais beneficiários, reduzir fragilidades sociais e promover a mobilidade, disse à Lusa a secretária de Estado do Ordenamento do Território, Fernanda do Carmo.

Segundo Fernanda do Carmo, também responsável pela pasta das Cidades, a primeira avaliação externa do programa Porta 65 Jovem ficou concluída no início de Outubro, mas a tutela preferiu esperar pela apresentação das candidaturas da última fase deste ano, em Dezembro, para divulgar os resultados.

A secretária de Estado revelou que “a avaliação, no global, foi boa”, aos níveis do “comportamento do programa”, do universo de pessoas abrangidas, dos objectivos de incentivar um estilo de vida mais autónomo e da simplificação administrativa deste tipo de procedimentos.

No entanto, admitiu, foram identificados “alguns aspectos que poderiam ser melhorados com pequenos ajustamentos” já no primeiro concurso do próximo ano, que deverá ocorrer em Abril, tal como em 2008 e 2009.

“Alargar” perfil dos beneficiários

“Vamos ainda ver exactamente os critérios específicos, mas as linhas de ajustamento visam alargar um bocadinho o perfil dos potenciais beneficiários para garantir que mais jovens cheguem ao programa e para atingir todo o universo que queremos”, explicou, referindo que o Governo pondera incluir nos potenciais beneficiários pessoas que estejam “nos escalões mais baixos de rendimento”.

A medida será concretizada, contudo, “sem comprometer a taxa de esforço”: “Pretende-se dar apoio a um início de vida, mas depois o jovem tem de se manter por si próprio.”

Outro dos objectivos é auxiliar mais situações de fragilidade social – como casos de portadores de deficiência, famílias monoparentais ou que tenham sofrido algum “percalço temporário” – e assim introduzir “critérios de justiça social” que permitam diferenciar estas maiores dificuldades na selecção das candidaturas.

Por outro lado, explicou Fernanda do Carmo, a tutela quer que os jovens consigam mudar de casa ao longo dos três anos em que se pode usufruir das subvenções: “Essa alteração de local é possível e desejável, uma vez que um dos objectivos é estimular a mobilidade e a autonomia.”

A secretária de Estado sublinhou que o Porta 65 Jovem, lançado no final de 2007, vai manter-se com os mesmos objectivos, tendo no próximo ano um orçamento que “irá certamente responder às necessidades”.

Na terceira e última fase da edição de 2009, em Dezembro, foram recebidas 1456 candidaturas, depois de terem sido aprovados apoios a mais de seis mil casos nas etapas de Abril/Maio e Setembro.

8 comentários:

Anônimo disse...

ATENÇÃO A TODOS LEIAM ISTO COM ATENÇÃO:
É lamentável como o arrendamento jovem funciona.
Então é assim:
Estou a usufruir do mesmo à cerca de 5 meses, eu e a minha esposa decidimos ter filhos e por isso teriamos de mudar de casa.
Contactei o arrendamento jovem e nunca mais podemos fazer o arrendamento jovem na vida, porque a aactual subscrição estão em nome de ambos!
O único FAVOR que me podem fazer, é eu devolver todo o dinheiro que me foi dado até agora, cancelar o actual arrendamento e concorrer no próximo concurso. Mas que o mais provável é recusarem por já ter usufruido.
Isto tem alguma razão de ser? Mas que ajudas são estas.
Que perdiam eles em dar-me na mesma o arrendamento e calcularem o subsidio de acordo com a nova renda e nova tipologia?
Lamentável!!!
Depois dizem que dão incentivos à habitação!

Anônimo disse...

Boa noite a todos.
Ainda não recebi a prestação de Janeiro? Será k alguém já recebeu?

Obrigada.

Cumprimentos a todos

Anônimo disse...

Boa noite,

Relativamente à situação de mudança de habitação, aconteceu-nos exactamente o mesmo. Estávamos a usufruir do arrendamento jovem à 14 meses e decidimos também ter filhos e mudar de casa por esse motivo. E... SURPRESA!!! Tivémos a mesma resposta "devolver todo o dinheiro que me foi dado até agora, cancelar o actual arrendamento e concorrer no próximo concurso" sem garantias de ser aceite, claro!
Os "ajustamentos" para 2010, já permitem a mudança de habitação durante os 3 anos em que se pode usufruir das subvenções.
Acabámos por ter mesmo de mudar de casa, e vimos a nossa candidatura cancelada.
A questão que coloco é:
Este "ajustamento" que diz respeito à mudança de habitação tem efeitos retroactivos e vamos poder usufruir da subvenção até completarmos os 3 anos?
Agradecemos mesmo uma resposta.
E respondendo ao segundo comentário, também não recebemos ainda a subvenção de Janeiro, mas não sabemos se se deve ao facto da candidatura ter sido cancelada ou se é por outro motivo.
Cumprimentos a todos.

Anônimo disse...

Eu também ainda não recebi a prestação de Janeiro. Hoje já confirmei no banco e nada!
Não é suposto ser entro os dias 4 e 8 de cada mês?

Cavaleiro disse...

Boa Tarde.Eu também ainda não recebi o mês de Janeiro.
Obrigado

Anônimo disse...

Boa noite a todos.

Olha já recebesmos 3 dias depois
:-(

Quem faz as leis não as cumpre...por isso Portugal chega lá mas já vai tarde...bem mas tb é verdade mais vale tarde k nunca né VERDADE???
CUMPRIMENTOS A TODOS

Anônimo disse...

boa noite!!
alguem sabe em que mês é que começa a nova fase de candidaturas ao arrendamento jovem deste ano?

Anônimo disse...

Boa noite,alguém me pode dizero que tenho que fazer para cancelar o arrendamento jovem? Vou mudar de casa e o periodo de renovaçao da minha candidatura deve estar para breve, pois concorri o ano passado em maio.Se não renovaré automaticamente renovado? Obrigada Sofia C.